Fri, 03/19/2021 - 10:57

UEA monta estrutura para processamento de amostras no estudo CovacManaus

image for UEA monta estrutura para processamento de amostras no estudo CovacManaus
Foto: Arthur Castro/Secom

Com o objetivo de agilizar a análise de amostras de sangue extraídas de servidores no estudo CovacManaus, um laboratório de processamento foi montado na Escola Normal Superior da Universidade do Estado do Amazonas (ENS/UEA) especialmente para o projeto. O local reúne 12 especialistas em Biomedicina e Farmácia responsáveis por armazenar as coletas, que serão enviadas para sorologia no Instituto Butantan, em São Paulo.

O laboratório irá concentrar as coletas de sangue de trabalhadores com comorbidades vacinados no projeto e também daqueles que não receberam o imunizante (sem comorbidades), mas que participarão do estudo por meio da sorologia. Ao todo, 10 mil servidores da educação e segurança participarão da pesquisa.

A pesquisadora da Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), Gisely Melo, explicou que a estrutura existente na universidade foi equipada com aparelhos e insumos. A ideia é dar rapidez no processamento das coletas.

“É muito importante porque se a gente não tivesse esse laboratório aqui, tudo seria feito em outro local da cidade, e o processo seria muito maior. Assim que a gente recebe essa coleta, é feito o registro do volume coletado e processamento, cortando em volumes menores para quando ela (coleta) for congelada já esteja identificada”, disse a especialista.

Todas as coletas serão encaminhadas semanalmente para a FMT-HVD, e em seguida, destinadas ao Instituto Butantan, em São Paulo, que avaliará o desenvolvimento de anticorpos.

Fonte consultada / portaldoamazonas.com

Compartelo en:
advertising