Home » Justiça » Flávio Bolsonaro justificou assassinato de juíza pelas milícias
Wed, 01/23/2019 - 10:12

Flávio Bolsonaro justificou assassinato de juíza pelas milícias

Diante das revelações de que o deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL) empregou em seu gabinete na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) mãe de um ex-capitão apontado pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ) como chefe do Escritório do Crime, uma recordação merece atenção: o senador eleito justificou o assassinato da juíza Patrícia Acioli, morta com 21 tiros, após uma emboscada em 2011, no município de Niterói.

"Que Deus tenha essa juíza, mas a forma absurda e gratuita com q ela humilhava policiais nas sessões contribuiu p ter mts inimigos", escreveu Flavio Bolsonaro na época pelo Twitter.

De acordo com as investigações, magistrada estava em uma lista de 12 pessoas marcadas pra morrer. Os investigadores da Divisão de Homicídios afirmaram que o crime teve um mentor, depois de serem feitas escutas telefônicas autorizadas pela Justiça e das apreensões feitas nas casas dos três policiais militares acusados do homicídio. A juíza decretou no mesmo dia a prisão dos PMs, acusados do assassinato de um jovem em São Gonçalo. Eles escolheram aquele dia para a execução - já estavam planejando o crime um mês antes.

Fonte : novoeste.com

Compartelo en:
advertising